Apresentadores do JN ocupam 40% do tempo da entrevista com Ciro Gomes – Candidato, mesmo assim, se saiu bem

Ciro bombou na entrevista ao JN e nas redes sociais

O “Jornal Nacional” deu início nesta segunda-feira (27) a uma série de entrevistas com os quatro principais candidatos a Presidência. O encontro de Ciro Gomes com os apresentadores do telejornal teve características mais de debate e confronto de ideias do que de entrevista.

A maneira como Ciro respondeu algumas questões complicadas sobre o ex-presidente Lula e a vice Kátia Abreu, claro, reverberou. Mas foi um ‘detalhe’ na estrutura da entrevista que acabou provocando mais polêmica na web: muitos reclamaram da duração das perguntas, principalmente as de Bonner. De acordo com o blog de Maurício Stycer, do UOL, os apresentadores ocuparam 40% do tempo do candidato do PDT – um total de 25 minutos. Calmo e bem-humorado, Ciro Gomes não reagiu tempestivamente a nenhuma provocação feita pelos âncoras do Jornal Nacional . Dos 27 minutos de diálogo, os dois apresentadores usaram aproximadamente 11 minutos e 30 segundos, enquanto Ciro Gomes falou por 15 minutos e 30 segundos.

William Bonner Renata Vasconcellos confrontaram o candidato do PDT com declarações polêmicas feitas por ele próprio contra a Operação Lava Jato, o Ministério Público e o Judiciário.

Os apresentadores o questionaram ainda a respeito de suas muitas mudanças de partido e da lista de acusações contra o presidente de sua atual legenda.

Outro ponto colocado em dúvida se referiu à proposta de Ciro de tirar dos serviços de proteção ao crédito todos os brasileiros negativados. Nesse ponto, Bonner foi muito enfático, e chegou a dizer que era uma maneira de Ciro enganar o eleitor. Nesse momento, ele, Bonner, falou durante 2 minutos e 30 segundos. Já a resposta de Ciro durou 1 minuto e 40 de Ciro. Em um determinado ponto, o candidato chegou a se exaltar com Renata: “Se você deixar eu falar, eu respondo”, disse.

Ciro exibiu sua versão ‘paz e amor’, sem nenhum sinal de descontrole e irritação. Houve momentos de visível incômodo, ‘garganta seca’ e expressão facial alterada, porém o político não perdeu a cordialidade.

De qualquer forma, Ciro se saiu bem e as redes sociais estão se encarregando de reproduzir as falas do pedetista. E Ciro realmente está surfando na onda, sua candidatura tem subido um pouco, sobretudo quando Lula não aparece como candidato, o que de fato é o quadro real, já que o petista não poderá ser candidato. Nesse caso, Ciro belisca votos de Lula e reforça seus índices, com uma candidatura viável para passar ao segundo turno. Ele, na verdade, disputa uma das vagas no segundo turno contra Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Fernando Haddad (PT).

Em portais de notícias e nas redes sociais, repercutiu a postura incisiva de Bonner e suas longas perguntas, algumas com mais de dois minutos.

O valor da visibilidade em horário nobre da Globo justifica a dedicação dos candidatos a passar uma boa imagem aos telespectadores-eleitores.

No caso de Ciro Gomes, o tempo que teve no Jornal Nacional ontem representa 42 vezes a duração de seu programa diário de apenas 38 segundos na propaganda eleitoral gratuita. Os presidenciáveis aparecerão a partir de sábado, dia 1º.

Confiram o vídeo da entrevista completa de Ciro Gomes no JN de ontem:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *