Canavieiras: Cidade pode ficar sem prefeito e vice. TRE retorná julgamento da chapa por suspeita de caixa 2

Dessa vez não cabe mais recurso e nem vistas

Após adiamento ano passado, do julgamento da chapa, os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), irão julgar na próxima segunda-feira (16), às 17h, recurso contra o atual prefeito de Canavieiras, Clovis Roberto Almeida de Souza (PPS) e seu vice, Carlos Alberto Medrado Filho (DEM).

Em 2017 o julgamento não foi concluído, pois todos os desembargadores pediram vísta do processo. Segundo os advogados, o pedido de vista feito pelos desembargadores, se deu por conta de diversas inconsistências nas provas apresentadas pelos acusados. Mas agora, segundo informações de bastidores passadas para o site Atitude em Una, não cabe mais qualquer recurso ou novos pedidos de vista.

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) e a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), foram movidas pelo Ministério Público (MP) e pela coligação “Uma nova Canavieiras é possível”, acatada pelo juiz eleitoral da cidade apontou abuso do poder político e econômico, além de “caixa 2” no pleito de 2016.

Pela lei, caso o TRE julgue procedente a denúncia, o prefeito e seu vice, serão afastados do cargo e quem assume a prefeitura é o presidente da Câmara, que permanecerá na função, uma espécie de mandato tampão, e aguardar a movimentação do TSE para que ele possa convocar novas eleições em até 90 dias.

Facebook Comments
Por favor, siga e compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial