PSB Bahia repudia exclusão de Lídice da chapa majoritária, mas confirma apoio ao governador Rui

Senadora travou uma batalha épica durante alguns meses, mas parece que perdeu a guerra

Lídice em discurso no congresso – Senadora sempre disse em outros momentos que esteve ao lado do PT na Bahia

O Partido Socialista Brasileiro da Bahia – PSB/BA, lançou agora a noite uma nota onde repudia com veemência a exclusão da senadora baiana Lídice da Mata da chapa majoritária para o pleito de outubro desse ano.

Lídice se elegeu com o PT em 2010, quando Jaques Wagner foi reeleito governador da Bahia. Na época encabeçaram a chapa majoritária além de Lídice, o senador e hoje secretário de educação da Bahia, Walter Pinheiro.

Na nota divulgada no site do PSB/Ba, o partido reafirma o compromisso com a reeleição do governador Rui Costa e o apoio a candidatura ao senado do ex-governador Jaques Wagner, mas não confirma apoio ao que, supostamente, será o indicado pela cúpula petista na Bahia, a vaga de Lídice. O partido alegou vários motivos, além de citar o que chamaram de bom trabalho que a senadora desempenhou pela Bahia nos últimos oito anos, falaram sobre apoio de petistas tradicionais do Brasil e de números de supostas pesquisas onde mostram Lídice a frente do Coronel Angelo do PSD, que será o candidato.

O PSB finaliza a nota dizendo que em breve eles irão decidir quais rumos irão tomar sobre a postura da senadora.

Confiram na íntegra a nota divulgada pelo partido:

O PSB da Bahia manifesta publicamente sua indignação e sua total inconformidade com a decisão de excluir da chapa majoritária encabeçada pelo governador Rui Costa o nome da senadora Lídice da Mata.

No momento em que a luta da mulher cresce no mundo inteiro, inclusive no Brasil, o campo progressista apresenta uma chapa só de homens para o eleitorado baiano. Esta exclusão revela um profundo equívoco na condução do processo político.

Entendemos que a reeleição de Lídice seria um direito e um dever da esquerda baiana e brasileira e atenderia a qualquer critério individual ou a um conjunto de critérios adotados.

O critério ideológico na medida em que Lídice sempre, em todas as circunstâncias políticas teve um comportamento de absoluta lealdade com os ideais socialistas e democráticos da esquerda. Além disso, tem representado com a eficiência e dignidade a mulher brasileira na política. Tem sido também a voz de representação dos movimentos sociais e populares, e o critério político porque Lídice em toda a sua história como vereadora, deputada federal, prefeita, deputada estadual e senadora vem sustentando posições coerentes, inclusive ao lado do PT.

Pelo critério político, Lídice foi a primeira prefeita de capital a apoiar a candidatura de Lula a presidente em 1994. Primeira a apoiar Wagner para governador, antes mesmo que o PT oficializasse essa posição. Como senadora votou contra o impeachment e contra todas as reformas apresentadas pelo governo Temer. Participou ativamente da movimentação contra a prisão de Lula, sendo a única senadora baiana a estar com ele na sede do Sindicato dos Metalúrgicos e na sede da Policia Federal em Curitiba, onde ex-presidente está preso.

Não é sem razão que a senadora Gleisi Hoffmann, o senador Lindbergh Farias, o senador Humberto Costa, a senadora Fátima Bezerra todos do PT e mais o senador Roberto Requião e a senadora Wanessa Grazziotin, manifestaram publicamente o apoio à reeleição de Lídice da Mata. Como senadora, Lídice tem representado os interesses da Bahia no Senado Federal, os interesses do Governo Estadual e das Prefeituras, dos trabalhadores e dos empresários de diversas áreas econômicas do estado, com destaque para o cacau, o turismo, a tecnologia, e a indústrias colocando sempre a educação como seu tema prioritário.

E, por fim, pelo critério eleitoral, em que Lídice desponta com 26% da preferência dos eleitores colocando-se em segundo lugar, logo abaixo do ex-governador Jaques Wagner, com 36%. O deputado Ângelo Coronel obteve apenas 3% da preferência popular.

O PSB da Bahia não terá compromisso com este erro histórico, porém, mais uma vez coerente com a sua própria história, reafirma seu apoio à candidatura de Rui Costa e de Jaques Wagner para Senador da República.
Agradecemos as generosas ofertas do deputado Jutahy Magalhães Júnior, do ex-ministro João Santana e do ex-prefeito João Henrique, mas por um dever de coerência política e ideológica, inclusive ressaltado pelo prefeito ACM Neto, declinamos delas.

Agradecemos ainda a solidariedade pública do PSOL em relação à exclusão da senadora da chapa e a todas as manifestações de apoio a reeleição de Lídice da Mata nas redes sociais, nas ruas, dos militantes de partidos de esquerda, de movimentos sociais e populares, dos estudantes, da Universidade, em especial, ao eleitor, que vem mostrando toda adesão e confiança no mandato da senadora.

Após o 2 de julho, o PSB marcará uma nova reunião para deliberar os rumos que a senadora Lídice da Mata deve tomar.

 

A nota foi divulgada aqui.

Facebook Comments
Por favor, siga e compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial