Al-Qaeda confirma morte de Osama, ameaça ataques e promete áudio

Assassinato do líder é ‘maldição’ que vai perseguir os EUA, diz comunicado.

Grupo vai soltar mensagem gravada por ele uma semana antes de morrer.

A rede terrorista da al-Qaeda confirmou nesta sexta-feira (6) a morte de seu líder, Osama bin Laden, e prometeu vingança, mantendo seus ataques ao Ocidente, segundo o SITE, grupo norte-americano que monitora fóruns jihadistas na internet.

Em comunicado publicado online, a rede terrorista afirmou que a morte de Bin Laden é uma “maldição” que vai perseguir “os americanos e seus agentes”.

A al-Qaeda prometeu também manter a “guerra santa” (jihad) contra americanos e seus aliados.

“Sua felicidade irá se transformar em sofrimento, e seu sangue irá se misturar com suas lágrimas”, disse o comunicado.

“O sangue do mujahedine xeque Osama bin Laden, Alá tenha misericórdia dele, tem mais valor para nós e é precioso demais para nós e para cada muçulmano para ser derramado em vão”, acrescenta.

A declaração promete que os Estados Unidos e seu povo “jamais gozarão da segurança enquanto nosso povo na Palestina não usufruir dela”.

O grupo também pediu aos paquistaneses que se rebelem contra o seu governo para “purificar” o país, após a “vergonha” da morte de Bin Laden ter ocorrido em seu território.

A rede também prometeu divulgar, em breve, uma mensagem em áudio gravada pelo terrorista uma semana antes de sua morte, com “felicitações e conselhos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *