Coligação de Tiago de Dejair repudia tentativa do grupo de Zé Pretinho

 

IMG_20160912_200034Da redação

Informações da coordenação da Campanha de Tiago de Dejair – Sem ônus ou responsabilidade do site

Virou chacota! Zé Pretinho volta a mostrar despreparo jurídico ao entrar com recurso contra Tiago de Dejair.

A coordenação da Coligação de Tiago de Dejair ironizou a atitude do candidato a prefeito do Democratas,  Zé Pretinho. Ele e sua equipe entraram novamente, em vão, com um recurso contra o registro de candidatura de Tiago.

Fizeram isso apenas para aparecer o status de “Deferido com recurso”. Entraram uma vez na primeira instância, o Juiz foi favorável a Tiago, e agora repetem o gesto sabendo que não terão êxito.

De acordo com os advogados especialistas em Direito Eleitoral, o recurso de Zé Pretinho é motivo de chacota para o meio jurídico, pois não tem, nem de longe, nenhuma fundamentação legal. “Mais uma vez demonstram despreparo e desconhecimento técnico e político para atuar em campanha.

É mais uma bola fora de uma equipe que todos os anos sofre derrotas jurídicas. E isso não vem de agora. São erros primários cometidos desde uma simples filiação que já deixou o líder deles de fora da disputa em 2012 e agora falhas infantis a exemplo de uma simples ata de coligação e a questão do percentual feminino, que pode até resultar no indeferimento de dezenas de vereadores.

“Entrar com recurso na Justiça para indeferir uma candidatura com o argumento de que Tiago deve responder pela prestação de contas do ex-prefeito Dejair significa mais um gesto de despreparo da coligação adversária. Se fosse assim, todos os funcionários que foram vítimas do empréstimo ilegal do Banco Matone também ficariam impugnados. Zé Pretinho deveria se preocupar em recuperar o percentual de votos que perdeu, porque quanto mais eles tocam no assunto burocrático eles sofrem derrotas e terminam sendo motivo de gozação. Será que não aprendem com os próprios erros?”. Disse um dos advogados da coligação É possível fazer diferente.

 


Comentários fechados.