O relator Sergio Sveiter aceita que o presidente Temer seja investigado pelo STF

Zveiter no momento em que lia seu parecer dando prosseguimento para investigações contra presidente Temer – Fonte Tv – Câmara

Por Di Rusciolelli

O relator, deputado Sergio Sveiter (PMDB-RJ), lembrou em seu parecer que é a primeira vez na história que esse comando constitucional vai ser aplicado. Ele agradeceu a confiança que recebeu ao ser indicado relator. E decidiu que o STF siga com as investigações contra o presidente Temer.

O relator ainda afirmou que o que está em discussão não é o direito de defesa de Temer, mas também a Presidência. Ele afirmou que cabe à CCJ apenas admitir ou não a acusação, e permitir sua tramitação. “A verdade real será revelada após o fim da investigação criminal. Após todas as provas e defesas serem elaboradas”, disse o deputado ao confirmar seu parecer.

Zveiter ainda disse que é preciso apurar o envolvimento do presidente Temer com o empresário Joesley Batista. Que, segundo ele, se encontraram em horário inconveniente.

“Por ora, temos indícios, que são sérios o suficiente”, disse Zveiter para justificar o recebimento da denúncia. O relator ainda disse que a acusação “é grave” e, diante dela, “não podemos silenciar”. “É necessária a investigação de fatos sobre suspeição.” Isso cabe ao Ministério Público. Para tanto, é necessária a autorização da Câmara”, disse o deputado.

Temer chegou ao poder após um golpe parlamentar e agora pode deixar o governo pela porta dos fundos após ter sido flagrado recebendo propina via seu homem de confiança, o homem da mala de  R$ 500 mil, o deputado Rodrigo Loures.

 

Leitura ainda não acabou, mas Zveiter já deixou claro qual será seu parecer final. Mais notícias em breve.


Comentários fechados.