Justiça condena Telexfree e irá liberar dinheiro para pagar divulgadores

Imagem antiga do site quando era gerido as contas por servidores no Brasil

A justiça do Acre publicou ontem (6) a sentença da ação civil pública contra a empresa Ympactus Comercial S/A, conhecida popularmente como Telexfree. A decisão da juíza de Direito Thais Khalil, a mesma que há 4 anos atrás bloqueou as atividades da empresa, determinou que a devolução do dinheiro de todas as pessoas que investiram. O documento também proíbe a Telexfree a fazer novos contratos sob pena de multa de R$ 100 mil por cada um deles.

A sentença é definitiva e não cabe mais recurso, segundo a juíza. Thais também determinou a anulação de todos os contratos firmados entre os divulgadores e diz que a empresa já entrou com o processo de liquidação.

Os investidores podem pedir o pagamento na cidade de origem, não sendo necessário buscar a 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco. A Telexfree também deve pagar indenização de R$ 3 milhões por danos extrapatrimoniais coletivos.

Vale lembrar que essa decisão é referente a empresa Ympactus Comercial S/A, a primeira parte da Telexfree no Brasil, portanto essa decisão não vale para a Telexfree internacional ou americana como foi chamada em 2014, quando a empresa voltou a operar nos mesmos moldes, mas segundo a empresa, de servidores americanos.

Decisão da justiça do Acre pode ser acessada aqui.

Vejam vídeo abaixo explicando a notícia:


Comentários fechados.