Joaquim Barbosa chama impeachment de “encenação”. “Bem que avisei”, disse ministro

Em entrevista o ex-ministro Joaquim Barbosa chama impeachment de “encenação”. “Bem que avisei”, disse ministro

"Bem que avisei", disse ministro
“Bem que avisei”, disse ministro

O ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, concedeu uma entrevista para o jornal Folha de S. Paulo que foi publicada hoje (1), para o ex-ministro o impeachment foi uma “encenação” que fez o país retroceder a um “passado no qual éramos considerados uma República de Bananas”.

“O que houve foi que um grupo de políticos que supostamente davam apoio ao governo num determinado momento decidiu que iriam destituir a presidente. o resto foi pura encenação. Os argumentos da defesa não eram levados em consideração, nada era pesado e examinado sob uma ótica dialética”, afirmou ex-ministro.

“Era um grupo de líderes em manobras parlamentares que têm um modo de agir sorrateiro. Agem às sombras. E num determinado momento decidiram {derrubar Dilma}.
Acuados por acusações graves, eles tinham uma motivação espúria: impedir a investigação de crimes por eles praticados. Essa encenação toda foi um véu que se criou para encobrir a real motivação, que continua válida.” Joaquim Barbosa ao Folha de S. Paulo. A entrevista completa você pode ler clicando aqui.

Ainda, de acordo com Barbosa, as chances do governo de Michel Temer não chegar ao fim do mandato são grandes. “É tão artificial essa situação criada pelo impeachment que eu acho, sinceramente, que esse governo não resistiria a uma série de grandes manifestações”, disse.


Comentários fechados.