Hospital da Costa do Cacau zera fila de espera para cirurgias ortopédicas

Hospital Costa do Cacau zera fila de cirurgias e aproxima povo da saúde

Em pouco mais de 30 dias de funcionamento, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC) zerou a demanda de cirurgias ortopédicas dos usuários que estavam na fila de espera há mais de quatro meses. A unidade de saúde já realizou em torno de 180 procedimentos. De acordo com o cirurgião ortopédico, Ramon Alves, embora a demanda seja grande, o HRCC conseguiu realizar os procedimentos de todos os usuários regulados que aguardavam por uma vaga.

“A demanda foi zerada. Nós atendemos a todos os casos antigos. Além dos casos que chegam por demanda espontânea, o hospital continua recebendo usuários regulados vindos de outras localidades. A nossa equipe está realizando uma média diária de sete a oito cirurgias”, explica.

O hospital dispõe de todos os recursos humanos, oferecendo celeridade no atendimento e proporcionando cirurgias bem-sucedidas, como a do montador de estruturas metálicas, Alex Andrade Silva, de 38 anos. O usuário, morador da cidade de Uruçuca, município localizado a 40 km de Ilhéus, foi acidentado em uma queda. Após transferência para o HRCC, foi realizada a cirurgia de fratura da diáfise do fêmur, com inserção de uma haste no fêmur esquerdo.

“Eu tive o suporte dos médicos, enfermeiros e de toda equipe. Fiquei surpreso com o atendimento e graças a Deus agora temos um hospital que faz diversas cirurgias e que está à disposição de todos. Eu não tenho o que reclamar”, relata o usuário.

As cirurgias ortopédicas com maior destaque foram: fratura na tíbia (osso da canela que fica abaixo do joelho), seguida pela osteossíntese da ulna (um dos ossos que formam o antebraço) e fratura transtrocantérica do fêmur (osso localizado na coxa).

Exclusivo para urgência, emergência e casos de alta complexidade, o Hospital Regional Costa do Cacau atende a 67 municípios da região sul da Bahia. Desde que foi inaugurada em dezembro, a unidade hospitalar já realizou mais de 800 intervenções cirúrgicas nas diversas especialidades ofertadas, reduzindo consideravelmente a fila de espera da regulação para cirurgia de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) da região sul do Estado.


Comentários fechados.