Esposa de Marão conclui faculdade apresentando atestado de pobreza

márioalexandre

Soane Galvão Barbosa é esposa do médico Mário Alexandre. Ela formou-se em Direito pela Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC) de Itabuna, em 2010. Diferente da grande maioria dos estudantes de Ilhéus, Soane não pagou um centavo sequer pelo curso que fez. Ela foi beneficiada pelo Programa de Auxílio ao Estudante Carente, concedido pela Assembleia Legislativa da Bahia, através da Resolução nº 1.426/2008.

O programa é alvo do Ministério Público da Bahia por conta do derrame de recursos públicos que deveriam ser destinados aos estudantes que não têm condições de bancar a universidade e foram usados de forma irresponsável por deputados baianos. A Procuradora de Justiça Rita Tourinho afirma que a concessão de bolsas pelo Legislativo é uma ação inconstitucional. “Não é atribuição do Poder Legislativo a execução de políticas públicas, como a instituída no referido programa”, afirmou a promotora, em documento encaminhado à Mesa Diretora da Assembleia.

O caso de Soane chama atenção não apenas pelo fato de ser esposa de médico. Ela é nora da deputada Ângela Sousa, que lhe concedeu o benefício. Mais ainda: no mesmo ano em que foi obrigada a apresentar e assinar um Atestado de Pobreza, requisito para ter direito à gratuidade, Soane apresentou uma Declaração deImposto de Renda com um alto valor patrimonial.

Sempre chamou a atenção na faculdade, a “pobre” Soane chegando pilotando o seu carro de luxo para frequentar as aulas.

Muitos “pobres” entre os assessores da deputada

Tanto que o benefício de Soane também era estendido a outros apoiadores da deputada Ângela Sousa em Ilhéus. Assessores diretos, na folha de pagamento dela na Assembleia, e até familiares deles, também cursavam gratuitamente a faculdade, alegando não ter condições financeiras de pagar pelo curso. Tudo por conta do dinheiro que deveria estar sendo destinado à quem realmente precisava da ajuda.

O método da deputada Ângela de tirar proveito financeiro para filhos e agregados é antigo e do conhecimento de Ilhéus. Será que agora ela que estender suas ações à Prefeitura de Ilhéus, caso o filho vença as eleições?

Você já ouviu falar em Geovanni Galvão Barbosa? É também irmão de Soane e cunhado de Marão. Está na folha do gabinete da deputada Ângela Sousa.

Você sabe o que é Nepotismo Cruzado?

Para disfarçar a nomeação de filhos e agregados, a deputada usa o famoso Nepotismo Cruzado. Sabe como funciona? Ela indica nomes que são nomeados para cargos da Assembleia Legislativa por outro colega deputado. E, de volta, nomeia os indicados por eles.

Tipo assim: Marcão, um dos seus filhos, foi nomeado pelo deputado Euclides Fernandes. Mas trabalha para ela. Você já ouviu falar em Eulália Galvão Barbosa? Ela é cunhada de MarãoNomeada no gabinete do deputado Roberto Carlos, de Juazeiro, trabalha para Ângela, em Ilhéus. E sabe quem também fazia parte dos “assessores de Roberto Carlos”? Soane, A esposa de Marão

Documentos que comprovam todas estas denúncias chegaram esta semana às mãos da nossa reportagem. Alguns deles, iremos preservar por que envolvem nomes de terceiros.

Enquanto isso, dona Lucinda, moradora do Nelson Costa e mãe de Paulo, sonha em ver o filho na universidade. Como não tem condições de bancar os estudos do filho, continua sonhando. O curso custa caro e o salário de doméstica mal dá para manter as despesas da casa em dia.

Quando a pobreza é “algo relativo”

Problema zero para a deputada, que enxerga “pobreza” como “algo relativo”.

A depender das circunstâncias favoráveis à ela. Ou a alguém dela.


Comentários fechados.