Cúpula da prefeitura de Una se preocupa com julgamento das contas pelo TCM

O Grito de Van Gogh - Mais ou menos assim estão os correligionários dentro dos corredores da prefeitura de Una
O Grito de Van Gogh – Imagem da internet – Mais ou menos assim estão os correligionários dentro dos corredores da prefeitura de Una

É grande a expectativa da cúpula da Prefeitura Municipal de Una. Segundo nosso site apurou, a apreensão nos bastidores é enorme. Ainda mais depois que o Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, não vem perdoando os gestores que ultrapassaram o índice de gastos com contratação de pessoal.

O clima é mais tenso porque a prefeita de Una, Diane Brito (PSD) foi notificada na mesma data em que o prefeito de Canavieiras, Almir Melo(PMDB) foi notificado. E hoje, há qualquer momento, o TCM pode julgar as contas do gestor. Por isso, tudo leva a crê que as contas da prefeitura de Una, referente  a 2014, deverão entrar em pauta amanhã, para irem a julgamento na próxima semana.

Vale lembrar que o relator das contas da prefeitura de Una, o conselheiro Fernando Vita, já rejeitou várias contas pelo mesmo motivo que a prefeita  não faz questão de esconder. Segundo a própria, a folha de pagamento está inchada, e mesmo assim, ela segue contratando.  Além disso, nosso site já noticiou outras cidades que o mesmo conselheiro rejeitou as contas dos prefeitos e prefeitas. (revejam aqui e aqui)

A prefeita Diane foi avisada em 2013, no julgamento de suas contas que foram aprovadas com ressalvas, que deveria eliminar 2/3 da despesa excedente com pessoal até abril de 2014. E ao que tudo indica, e pelas declarações da prefeita, somadas com as várias contratações, isso não aconteceu.

Nos corredores da prefeitura a tensão é grande, já que segundo o entendimento da Justiça Eleitoral a rejeição pelo TCM torna o gestor inelegível, independentemente se a Câmara Municipal de Vereadores mantiver ou não a decisão do TCM.


Comentários fechados.