Assistência social de Itabuna conscientiza jovens sobre consequência do uso de drogas

received_10204016054760696

received_10204016056000727Realizado a partir de um ciclo de palestras, o projeto de conscientização sobre os riscos e efeitos do uso de substância psicoativas, destinado a adolescentes assistidos pelo SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos), desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social de Itabuna, através do Departamento de Proteção Social Básico II, em parceria com o Programa Crack, é possível Vencer encerra nesta terça-feira 24, com palestra realizada na Casa Jorge Amado, no Bairro Ferradas.

As palestras tiveram início no dia 17 de novembro e foram realizadas em diversos núcleos do SCFV para os adolescentes e familiares assistidos pelo Serviço, com objetivo de conscientiza-los sobre o perigo e as consequências  do uso de drogas.received_10204016055280709

Edneia Pereira Lino, mãe de Daniela Lino, adolescente assistida pelo núcleo de Nova Ferradas aprova esta iniciativa. “Fiz questão de comparecer a palestra e acredito que é através da conscientização e informação que podemos conduzir nossos filhos no caminho do bem, longe das drogas e da violência” conclui Edneia

received_10204016056680744
Francisco Edes (de azul) – Secretário de Assistência Social – esteve conferindo a palestra

Os adolescentes também se mostraram satisfeitos e receptivos às informações fornecidas nesse encontro, bem como nas demais atividades que vêm sido realizadas pelo programa, é o que nos afirma Anderson Santana dos Santos, 17 anos. “O programa nos proporciona opções de lazer e aprendizado ao mesmo tempo, abordando temas atuais e atividades dinâmicas, é o caso de palestras como essa que foi enriquecedora para todos, pude esclarecer algumas dúvidas e entender melhor os males que a droga pode causar ao indivíduo e a sua família.”

O SCFV do município de Itabuna atende atualmente 289 adolescentes entre 13 a 17 anos, com objetivo  de fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes.


Fenagro 2015 deve movimentar R$ 100 milhões

1448389111241115CG5

Informe publicitário

Considerada a maior feira agropecuária do Norte/Nordeste e uma das cinco maiores do Brasil, a Feira da Agropecuária da Bahia (Fenagro) será realizada no Parque de Exposições de Salvador, de 28 de novembro a 6 de dezembro. O lançamento foi realizado nesta terça-feira (24) durante almoço com a imprensa, no Rio Vermelho. Na programação, além dos tradicionais leilões e exposição de animais, a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) irá apresentar cadeias produtivas, como algodão, borracha natural, cacau/chocolate, café, cana/etanol, carne, charuto, coco, sisal, dendê, flores, leite, entre outras.

Durante a Fenagro, haverá ainda a 5ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Febafes). Com 150 estandes de cooperativas e associações, praça de alimentação, praça de comunidades e povos tradicionais, espaço de produtos orgânicos e espaço cultural, a Febafes é promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e pelaa União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes).

O titular da SDR, Jerônimo Rodrigues explicou que a intenção da Febafes, que já está na sexta edição, é promover, divulgar e comercializar diversos produtos da agricultura familiar, com destaque para a cerveja de umbu, linguiça de tilápia, licuri caramelizada, entre outros. “Ano passado eram 75 estandes. Dobramos o número de estandes este ano porque teremos mais produtos [para apresentar]. Teremos também o chocolate consolidado na Mata Atlântica. Produtos de origem animal e vegetal”.

A expectativa dos organizadores é que sejam movimentados aproximadamente R$ 100 milhões em negócios e atraídos 100 mil visitantes. “Temos mudado um pouco o perfil das exposições que temos feito na Bahia. Temos feito um evento voltado para o público de Salvador. Quem chegar na Fenagro, não vai ver somente animais. Teremos parque infantil, arena off road, Casa do Papai Noel, as cadeias produtivas, artesanato, enfim, muitas atrações para a família”, disse o presidente da Accoba, Almir Lins.

Fotos: Carol Garcia/GOVBA


Governo e biólogos negam que lama da Samarco cheguem na Bahia

Foto da internet
Foto da internet

A secretaria de Meio Ambiente da Bahia (Sema) afirmou que é “quase impossível” que a lama da Samarco – oriunda do estouro de duas barragens no estado de Minas Gerais – chegue ao litoral de Ilhéus e Itacaré e até da Bahia.

Segundo o coordenador de monitoramento do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), Eduardo Topázio, é muito mais fácil que a lama vá para o litoral sul do Espírito Santo.

“A distância entre o estuário (ambiente aquático de transição entre um rio e o mar) do Rio Doce e esses locais é enorme. Demoraria demais de chegar aqui, ainda mais se a gente levar em conta de que a dinâmica do mar é muito diferente de um rio. No rio, em geral, as coisas correm para um lado só. No mar, não”, explicou.

Ainda segundo Topázio, deve-se levar em conta que a lama não irá decompor. “Tem que ver se não está chovendo na região, pois aí forma uma massa marrom as pessoas pensam que é essa lama”, afirmou.

Apontado como fonte da notícia falsa que fala da chegada da lama às cidades baianas, o diretor da Estação de Biologia Marinha Ruschi, o biólogo André Ruschi, disse nunca ter afirmado isso. “Falei da chegada até Abrolhos, não Itacaré”.

Algumas pessoas postaram nas redes sociais supostas fotos da cidade de Alcobaça já com o mar cheio de lama da Samarco. Então alguns sites e blogs foram dando a notícia e o boato se espalhou pelas redes sociais. A maioria dos sites e blogs já emitiram erratas onde afirmaram que a notícia não passava, no bom dicionário do jornalista, de uma tremenda “barrigada”.


Baianos vencem etapa de Campeonato Brasileiro de Pesca

43545283-70b6-43d0-a79b-ba7e122a1d2fOs pescadores esportivos, Rodrigo “Digão” Vieira, Marcel Werner e Emmanuel Vasconcelos da Equipe Cabras da Pesca de Feira de Santana, foram os representantes da Bahia, no 1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE PESCA AMADORA ESPORTIVA – ETAPA PRESIDENTE EPITÁCIO/SP, torneio realizado pela II Semana Nacional de Pesca Esportiva, Aquicultura e Proteção Ambiental MPA/ANEP, no Parque “O Figueiral”neste último sábado, dia 21 de novembro.

Os baianos filiados da ABAPE – Associação Baiana de Pesca Esportiva– competiram contra 299 embarcações tripuladas por pescadores da nata da pesca esportiva brasileira, como os consagrados Jonny Hoffman, Nelson Nakamura, Renan Nakamura, Juninho, Maicon Bianchi, entre tantas outras feras presentes no evento.

Utilizando técnicas, varas, carretilhas e iscas artificiais, deveriam fisgar os maiores e mais pesados tucunarés, no sistema de pesque-e-solte (regra da competição), A equipe conseguiu simplesmente pescar o maior peixe do evento, um tucunaré de 63,5cm! e ao final ainda foram contemplados com o maior prêmio do Campeonato: Um barco Marajó, com motor de 90cv avaliado em torno de R $ 80.000,00

Assim definiu Digão Vieira: “Deus nos ajudou e conseguimos uma façanha! Barragem de difícil navegação , não pudemos sair antes pra conhecer e a última coisa que imaginava era ficar entre os 10, diante de tantos monstros da pesca esportiva, da mídia…”
Mais que o prêmio material, o maior legado destes Cabras da Pesca, foi mostrar ao Brasil que a Bahia também é seleiro de grandes pescadores esportivos. E que através da ABAPE, estão lutando para o aumento da conscientização da prática do pesque-e-solte e principalmente, no combate a pesca predatória e na proteção do meio-ambiente.

 

Fonte: Blog do Rodrigo Ferraz


Rui assina projetos que inserem estudantes no mercado de trabalho

 

1448308767IMG_20151123_163011O governador Rui Costa assinou, durante o 1º Encontro Territorial de Líderes de Classe, realizado nesta segunda-feira (23), no Hotel São Salvador, na capital, os projetos Primeiro Estágio e Primeiro Emprego, que fazem parte do Educar para Transformar, e têm como objetivo inserir, nos próximos dois anos, 18 mil alunos de cursos profissionalizantes no mercado de trabalho. Com o Bolsa Permanência, outro projeto de lei assinado durante o evento, o Poder Executivo Estadual visa conceder auxílio financeiro a universitários de instituições estaduais como forma de garantir que eles concluam a graduação.

O governador assinou ainda o projeto de lei que cria o Plano Estadual de Educação para melhorar o nível educacional e garantir mais estrutura e qualidade. “Queremos estabelecer metas e indicadores para o setor educacional para os próximos dez anos”. Em relação aos projetos Primeiro Emprego e Primeiro Estágio, Rui explicou que a ideia é estimular que a iniciativa privada e prefeituras, juntamente com o conjunto de órgãos do Governo do Estado, ofereçam um total de nove mil vagas (cada projeto), sendo 4,5 mil em 2016 e o restante em 2017. “Além do salário, eles terão todos os direitos garantidos como assistência médica, por exemplo. Queremos valorizar o ensino médio e ampliar o horizonte destes jovens”.

De acordo com o governador, ainda hoje, os projetos serão encaminhados para apreciação da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). A iniciativa vai permitir que os estudantes trabalhem na rede estadual de ensino em setores como a biblioteca, laboratório de informática ou até mesmo na área administrativa. O mesmo irá acontecer para o preenchimento de vagas na área de saúde, por exemplo. Pessoas que concluíram a graduação em unidades estaduais da Bahia terão prioridade.

Entre os critérios para preenchimento das vagas do Primeiro Estágio e Primeiro Emprego, será considerado o rendimento escolar a partir de um banco de dados disponibilizado pelo Serviço de Intermediação para o Trabalho (Sinebahia). Os estudantes terão a possibilidade de atuar em empresas públicas e privadas por meio de contrato de estágio, aprendizagem ou primeiro emprego.

Já a Bolsa Permanência será destinada para os matriculados nos cursos de graduação presencial das universidades estaduais. Com a medida, o Governo do Estado pretende minimizar as desigualdades sociais e contribuir para a diplomação dos estudantes de baixa renda, que poderão usar os recursos para custos com transporte, alimentação e moradia, por exemplo.

Fotos: Manu Dias/GOVBA

 

1 (1)


Governo economiza de R$ 30 milhões em compras públicas no ano de 2015

 

Cerca de R$ 30 milhões foram economizados pelo Estado, ao longo de 2015, por meio da Gestão das Compras Públicas. O controle das despesas, conforme Decreto nº 15.924/2015, é feito pela Secretaria da Administração (Saeb), que analisa as solicitações de aquisição de bens de consumo e permanentes, observando o consumo médio e o respectivo saldo em estoque, a fim de evitar obtenção de itens desnecessários.

Além do controle do gasto público por meio das ações do Decreto nº 15.924, trouxeram resultados econômicos expressivos medidas como a contratação da Ufba para racionalização do consumo de água e energia, a arrecadação obtida nos leilões realizados para alienação de bens inservíveis e desativados do Estado, Registro de Preços dos Serviços de Agenciamento de Viagens (alteração no pagamento de taxas por transação), Pesquisa de Preço (parceria com a FGV, aprimorando a formação do preço referencial) e Bolsa de Materiais. Com isso, o Governo da Bahia poupou, entre janeiro e setembro deste ano, o total de R$ 29.318.506,00.

A Gestão das Compras Públicas foi intensificada com a obrigatoriedade do registro do Planejamento de Compras, que oferece uma projeção confiável do que se pretende adquirir para o exercício. A partir daí, o volume de compras e contratações licitadas é mensurado e disponibilizado através de Registro de Preços. Baseada na programação de recursos financeiros para 2016, e para melhor orientar e normatizar o fluxo, foi publicada no Diário Oficial do Estado da Bahia (DOE), no último dia 10, a Instrução Conjunta Saeb/Sefaz/Seplan n° 001/2015.

Já a Bolsa de Materiais funciona como um almoxarifado virtual, disponível no Módulo de Estoque do Sistema Integrado de Material, Patrimônio e Serviços (Simpas). Ela gerencia a transferência dos produtos entre almoxarifados das unidades estaduais, sem implicação de gastos de recursos orçamentários. Desde maio de 2015, as movimentações passaram a ser liberadas de forma automatizada.

Os preços referenciais são legalizados mediante portarias e apontados na Tabela de Preços Referenciais no site Comprasnet.ba. Dando reforço na composição dos valores, está em implantação o uso dos preços das Notas Fiscais Eletrônicas (NFE) emitidas por empresas privadas e órgãos públicos. Isso, de acordo com a Superintendência de Recursos Logísticos (SRL/Saeb), amplia a garantia de que o Governo está respaldado nos valores de mercado ao fazer suas próprias cotações.

A SRL ressalta, ainda, que, aliado ao controle das despesas, há ações que visam a melhoria contínua na gestão. “Temos o exemplo da Gestão de Frota de Veículos, que, através dos sistemas de abastecimento e telemetria, permitem que as unidades gestoras tenham informações suficientes para melhor gerir sua frota”, lembra Raul Celuque, diretor de Serviços da superintendência.

No caso da Gestão de Contas do Consumo, o Programa de Racionalização do Consumo de Água e Energia, em parceria com a Ufba, é executado há sete anos. “De lá para cá, houve a redução de 845 mil m³ no consumo de água e R$ 21,4 milhões nas despesas com água/esgoto. O volume total de água economizado pelo programa de racionalização, no período, seria suficiente para abastecer, diariamente, cerca de 3.200 pessoas, considerando o consumo per capita de 100L/hab ao dia”, destaca Celuque, acrescentando: “em relação ao consumo de energia, os resultados apontam economia nas faturas de energia da ordem de R$ 5.5 milhões. Em kWh, esta economia daria para suprir a demanda de 1.100 famílias por seis anos”.


Fernando Vita, conselheiro que vai julgar contas da prefeita Diane, acaba de rejeitar mais duas prefeituras

Cumprindo a pauta de hoje, o conselheiro do Tribunal  de  Contas  dos  Municípios –  TCM, o relator Fernando Vita, rejeitou mais duas contas de prefeituras referentes ao exercício de 2014. E as duas, novamente, por índice de pessoal elevado. Dessa vez foram as prefeituras de Itamarajú, sob gestão do prefeito Manoel Pedro Rodrigues Soares (período  de 01/01 a 17/06 e de 09/07 a 31/12) e da prefeitura de Itagi, sob o comando de Railton de Oliveira Ramos.

No caso do prefeito de Itamarajú, além do prefeito não cumprir com o teto do índice de pessoal, ele ainda não foi capaz de investir o valor estipulado como mínimo de 25% para a manutenção e desenvolvimento do ensino. Ambos prefeitos foram multados.

Contas de Una estão (ou estavam) na pauta para hoje

Nosso site obteve a informação não oficial de que as contas da prefeita Diane podem ser ou até já foram retiradas de pauta hoje.  Tudo indica que pelo fato da ordem de julgamento de contas cumprirem o rito de ser por ordem alfabética, talvez não tenha tempo de ser julgadas hoje.

Além disso,  também é de conhecimento desse site, que a prefeita e uma comitiva com advogados, assessores, funcionários públicos municipais e até parentes dela, estejam na capital.


Na véspera do julgamento das contas da prefeita Diane, mesmo conselheiro do TCM rejeita duas prefeituras

Prefeito de Ponto Novo
Prefeito de Ponto Novo

Prefeito de Santana
Prefeito de Santana

Conforme já noticiamos aqui em nosso site, o conselheiro do Tribunal  de  Contas  dos Municípios – TCM, Fernando Vita, rejeitou todas as contas com índice de pessoal elevado ou que foram avisados sobre esse problema no ano de 2013. Alguns dos reincidentes, todos caíram na navalha do conselheiro. Foi assim com Jabes em Ilhéus,  com Jucélia Souza em Valença e  com Wilson Paes em Andaraí.

Agora, na sessão de hoje do TCM, o conselheiro Fernando Vita voltou a rejeitar as contas de dois prefeitos da Bahia, referentes ao ano de 2014. Dessa vez foram as contas da prefeitura de Santana, na gestão de Wilson Neves de Almeida (PP), e da prefeitura de Ponto Novo, sob a gestão do prefeito Adelson Carneiro Maia, também do PP.

Nos dois julgamentos, os gestores foram multados e condenados por ultrapassarem o limite de pessoal. No caso do prefeito de Santana, o gestor ultrapassou 62,08% do limite da folha de pagamento com pessoal, perfazendo um total de R$ 24.308.738,87, comprometendo, assim, o mérito das contas. Já no caso do prefeito de Ponto Novo, o total ultrapassado com pagamento de pessoal foi de 65,19%  em um montante total de R$ 29.980.419,99.

Mais dois motivos para o “QG” da prefeita de Una, e a própria prefeita se preocuparem, haja vista que amanhã, o mesmo conselheiro, Fernando Vita, irá se debruçar em suas contas.

Haja unha amigo - Cúpula ainda mais preocupada
Haja unha amigo – Cúpula ainda mais preocupada

 


Governo da Bahia irá realizar concurso público para 7.131 vagas de professores

Com informações da SAEB

concurso

O Governo da Bahia realizará no primeiro semestre de 2016, um concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado. A ideia é que os aprovados venham a  substituir os 6.145 cargos de professores contratados por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986 no total) irão suprir as vagas deixadas por professores que vão se aposentar no mesmo ano.

Segundo a secretaria de administração  do Estado da Bahia- SAEB , esse concurso vem priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, e assim, reduzir ao máximo o número de funcionários do Reda e até dos empregados que são contratados via Prestação  de  Serviço Temporário – PST. Assim, segundo a SAEB, isso irá acabar com  contratações de vínculos precários. Aindo,  segundo a SAEB, este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade PST.

Mesmo assim, o Estado ainda vai contratar mais 6 mil cargos via Reda, provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para o edital do concurso ser realizado.

Esse concurso, visa também, suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares.


Indios fecham ponte de Olivença e interditam BA-001

IMG-20151111-WA0009-1

 

Segundo informações de motoristas que entraram em contato com nosso site, índios fecharam a ponte que fica no distrito de Olivença,  Ilhéus,  agora há pouco. Segundo uma foto que recebemos via whatsapp, os manifestantes protestam contra a PEC  215, que segundo eles é a PEC da morte.

A PEC 215, Inclui dentre as competências exclusivas do Congresso Nacional, a aprovação de demarcação das terras tradicionalmente ocupadas pelos índios e a ratificação das demarcações já homologadas; estabelecendo que os critérios e procedimentos de demarcação serão regulamentados por lei.

Ainda, de acordo com o que apuramos, os índios não estão deixando passar ne num veículo. E eles disseram que é por tempo indeterminado.

Atualização  de  informação  às  18:10

Os índios acabaram de liberar a passagem e encerraram o protesto.

Nova atualização  de  informação às 18:22

O protesto não foi encerrado, os índios estão liberando a ponte a cada 10 minutos. Ponte segue interditada.